Pão e circo no Império Romano

No processo de formação do Império Romano, uma nova ordem política fora desenvolvida pela ação de Otávio Augusto. Ao mesmo tempo em que as decisões ficariam centralizadas nas mãos do imperador, notamos que esse novo regime também buscava apoio de outras parcelas da elite presentes na sociedade romana. Os grandes proprietários de terra e comerciantes passaram a ter presença no Senado e em diversos cargos públicos romanos.

Com essa medida o poder dessa parcela da elite se ampliava de tal forma que os pobres e plebeus vendiam suas terras e acabavam ficando mais pobres e sem perspectivas.

A fim de evitar uma possível revolta do povo devido a desigualdade e exclusão social, o governo começou a promover espetáculos, como lutas de gladiadores e eventos esportivos para distrair a população ao mesmo tempo que distribuia pão. Assim o povo não se lembrava dos problemas sociais e a desigualdade social era subvertida com pão.

Históricamente essas ações ficaram conhecidas como “política do pão e circo” e atualmente essa expressão é utilizada para designar governos que fazem alianças para garantir a governabilidade, passando o que é do povo para esses “aliados” políticos enquanto o povo é tapeado com futebol e “bolsa pão”. Dessa maneira o governo  garante o controle da situação.

Qualquer semelhança, não é mera conhecidência.

(Cleber Pinto)

 
 

 


Anúncios

3 Respostas para “Pão e circo no Império Romano

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s